Notícias

Atualizado em 17/01/2020 às 12h20

Produção de bombons artesanais na comunidade Santa Maria conquista turistas

O casal de empreendedores Fábio e Aladia: expansão da produção de bombons artesanais. Foto-Ascom SemturDistante 8 km de Santarém, em um ramal da comunidade Santa Maria, fica a fábrica de doces Amazoniere. A iniciava empreendedora que tem conquistado os turistas que visitam a Pérola do Tapajós é da dona Aladia Nascimento. Ela começou a produzir e vender bombons sozinha, após o fechamento da empresa da família.

Mãe de dois filhos, dona Aladia precisou se reinventar para superar a dificuldade financeira. E foi em casa, sem nenhuma experiência que o empreendimento começou. "Foi muito difícil no início, mas eu não tinha outra opção. Precisava fazer alguma coisa para sustentar os meus filhos que ainda dependiam de mim".

Depois de três anos de muito trabalho, o negócio finalmente começou a crescer. Hoje, a fábrica de bombons recheados está em grande parte dos cômodos da casa da família. São quatro funcionários, contando com o marido, para atender a demanda.

Só na produção, dona Aladia Nascimento conta com duas ajudantes. Elas são moradoras da comunidade Santa Maria e toparam o desafio de trabalhar com as doçuras. Uma delas é a Silvia Pereira Lobato, que antes precisava pegar condução para chegar cedo na área urbana da cidade, onde trabalhava como doméstica.

“Aqui na comunidade, a gente tem poucas opções de emprego e a maioria dos moradores tem que ir para a cidade, então ter um emprego aqui melhorou a minha qualidade de vida”, argumentou Silvia.

Além de gerar emprego, os bombons estão se tornando referência na cidade e já fazem sucesso entre os turistas.

“É muito gostoso o recheio com iguarias paraenses. Então a gente fica feliz de vir pra Amazônia, provar a culinária que é tão saborosa e levar pra casa uma lembrancinha com o sabor da Amazônia, pra matar a saudade dessa terra maravilhosa”, disse a turista do Rio de Janeiro, Marina Lara.

Os sabores mais famosos são cupuaçu e castanha do Pará. Mas pra chegar até aqui a caminhada foi longa. A empreendedora percebeu que precisava manter um padrão de qualidade para fidelizar os fregueses.

“O diferencial do meu produto é o sabor. O gosto foi evoluindo de acordo com o feedback que eu recebia do meu cliente. Hoje o meu produto segue um padrão de estética, tamanho, peso e sabor”.

Atualmente, a empresa coloca expositores para venda e degustação no aeroporto, meios de hospedagem, escolas e padarias a fim de divulgar o produto. Em 2019, os doces também ficaram em exposição na Feira da Produção Familiar, realizada pela Prefeitura de Santarém. Foi quando dona Aladia conheceu o trabalho realizado pela Secretaria Municipal de Turismo para a valorização da produção artesanal local.

Prefeitura valorizando e organizando a produção local

A Semtur realiza levantamentos para identificar atividades empreendedoras de produção artesanal nos bairros e comunidades a fim de incentivar essas iniciativas ofertando democraticamente oportunidade aos produtores interessados em expor e comercializar em espaços públicos destinados para esse tipo de trabalho.

Foi assim que os docinhos da dona Aladia passaram a ser comercializados no Cristo Rei - Centro de Artesanato do Tapajós. Depois que passou a ter mais contato com os clientes, a empreendedora até inovou e passou a montar kits com embalagens artesanais personalizadas.

“O meu produto é artesanal e eu percebi que posso agregar mais valor a ele usando embalagens criativas que valorizam o artesanato regional”.

Para o secretário municipal de Turismo, Diego Pinho, o apoio da Prefeitura é importante, porque amplia as possibilidades de negócios de micro e pequenos empreendedores. "Nós ficamos muito felizes quando encontramos empreendedores que se descobriram na produção artesanal e estão conquistando o seu lugar no mercado. Assim como a dona Aladia, que produz bombons e brownies na comunidade Santa Maria, nós conhecemos muitos outros produtores que têm potencial para fazer sucesso em Santarém e até em outras regiões do Brasil, porque os turistas levam esses produtos como lembrança da nossa Pérola do Tapajós. E a Prefeitura de Santarém apoia essas iniciativas, por isso a publicação do Edital de Chamamento Público para selecionar interessados em ocupar os espaços públicos no Cristo Rei é tão importante. Nós estamos democratizando o uso desses espaços", argumentou Diego.

O prefeito Nélio Aguiar reiterou a importância de atividades empreendedoras para fomentar o turismo e a expansão de novos negócios. "A Prefeitura está sempre pronta a incentivar e apoiar iniciativas que contribuem para o desenvolvimento de empreendedores, que dão destaque a Santarém, principalmente por meio de um vetor tão importante quanto o turismo. É por isso que estamos adequando o uso dos espaços públicos do Cristo Rei, garantindo mais segurança jurídica para quem está investindo e produzindo", destaca Nélio.

Assim como a dona Aladia, artesãos e/ou empreendedores de trabalhos manuais que têm interesse em usar os espaços públicos para expor seus produtos podem participar da seleção. Os interessados devem baixar o edital disponibilizado no site oficial da Prefeitura de Santarém, ler o regulamento, preencher e assinar as fichas de inscrição e termos disponíveis em anexo no edital e apresentar todos os documentos solicitados no ato da inscrição, que pode ser presencial, pelos correios via Sedex ou por e-mail conforme as recomendações descritas no documento.

Acompanhe as ações da Prefeitura de Santarém nas redes sociais:
Facebook: https://pt-br.facebook.com/prefeituradesantarem/
Instagram: @prefeituradesantarem
Youtube: Canal da Prefeitura de Santarém

Mabi Borgaro Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação