Notícias

Atualizado em 21/11/2019 às 19h58

No GGI, Votorantim anuncia centro de distribuição de cimento para Santarém

João Fantoni, executivo da Votorantim, anuncia investimento expressivo na área de operação e distribuição de cimento. Foto-Samuel Alvarenga/CCOM

Na penúltima reunião do ano de 2019 do Grupo de Gestão Integrada para o Desenvolvimento Regional Sustentável (GGI/DRS), o grupo Votorantim anunciou para o trimestre de 2020 o início da operação de um centro de distribuição de cimento em Santarém. O investimento inicial é de mais de meio milhão de reais e previsão de 32 empregos diretos e 14 indiretos. Além dos investimentos na área de logística, o Sistema de Crédito Cooperativo – Sicredi anunciou a instalação de mais duas agências em Santarém e a inauguração da agência em Mojuí dos Campos. São aproximadamente R$ 4,5 milhões com a expansão.

A reunião do GGI iniciou destacando a atuação do grupo de trabalhadores rurais que estão expandindo a venda de produtos da agricultura orgânica. Com apoio de técnicos da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), os agricultores têm diversificado as opções ao consumidor. Atualmente, são 21 produtores devidamente cadastrados em Organizações de Controle Social (OCS), que recebem capacitação contínua para vender diretamente ao consumidor.

Emater detalha ações em apoio à agricultura orgânica. Foto-Samuel Alvarenga/CCOM

Votorantim anuncia centro de distribuição de cimento

O executivo do Grupo Votorantim, João Fantoni, explicou detalhes sobre a operação do primeiro centro de distribuição de cimento, com previsão para começar a operar no primeiro trimestre do ano que vem.

De acordo com o executivo, o aporte inicial de investimentos é de R$ 530 mil. Em pleno funcionamento, o centro vai movimentar R$ 300 mil por ano e R$ 1,5 milhão adicionais com transportes. A expectativa é que 32 empregos diretos e 14 indiretos sejam gerados.

“Teremos, com isso, mais agilidade na entrega, atenderemos, também, à microrregião de Óbidos e com certeza teremos mais produtos da Votorantim disponíveis, como argamassas”, avalia Fantoni.

De acordo com dados da empresa, o Grupo Votorantim está presente em 11 países, emprega mais de 11 mil colaboradores no Brasil e movimenta mais de 50 milhões de toneladas de cimento. O armazém do centro de distribuição de Santarém terá 2.400 m² de galpão para armazenar cimentos e argamassa; capacidade de armazenagem para seis mil toneladas e será operado pela Reicon (movimentação de carga e parte operacional).

Fortalecimento do cooperativismo de crédito

O Sicredi anunciou que vai expandir sua área de atuação em Santarém, com a instalação de mais duas agências na cidade: uma na Rodovia Fernando Guilhon, entre as grandes áreas do Santarenzinho e Maracanã, e outra na Avenida Anysio Chaves.

Segundo o gerente de Desenvolvimento Regional da instituição, Irineu Grigolleto, presente há cinco anos em Santarém, o Sicredi tem uma carteira de crédito de mais de R$ 90 milhões, destinada principalmente ao agronegócio, e aproximadamente cinco mil cooperados ativos. 

“Além dos investimentos em Santarém é importante ressaltar que no dia 13 de dezembro vamos inaugurar a nossa agência no município de Mojuí dos Campos, consolidando a atuação do Sicredi nos municípios que compõem a Região Metropolitana de Santarém. É um grande avanço para o cooperativismo de crédito”, observa Grigolleto.

Irineu Grigolleto, do Sicredi: mais duas agências para fortalecer o cooperativismo de crédito em Santarém. Foto-Samuel Alvarenga/CCOM

Santarém: case de sucesso em seminário sobre simplificação ao empreendedor

O prefeito Nélio Aguiar finalizou a reunião compartilhando informações sobre o seminário Pará Mais Simples, promovido pela Junta Comercial do Estado do Pará (Jucepa) e o Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae).

“Nesse seminário, Santarém foi um case de sucesso para todo o estado do Pará. Hoje, o município é referência quando o assunto é desburocratização para o empreendedor”, reitera Nélio.

Prefeito Nélio Aguiar compartilha informações sobre desburocratização e simplificação para o empreendedor. Foto-Samuel Alvarenga/CCOM

Para se ter uma ideia,o tempo de tramitação do processo para retirada do alvará de funcionamento, por exemplo, chegou a levar em média de 60 a 70 dias. Hoje, em média são 10 dias, dependendo do pagamento das taxas e anexos de documentos.

“Hoje, os processos são realizados na Sala do Empreendedor, que funciona na Central de Atendimento ao Contribuinte. O empreendedor ou seu representante tem praticidade e perdem muito menos tempo. Lembrando que o licenciamento ambiental no município hoje é realizado pela internet. Um avanço da gestão para quem pretende investir em Santarém, gerar emprego e renda”, destaca o prefeito.

Nélio, também, anunciou que nos próximos dias deve enviar à Câmara dois Projetos de Lei, que tratam das reduções de taxas para quem pretende regularizar seu imóvel e outro relativo ao ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis).

A última reunião do ano do GGI já está marcada e será realizada no dia 05 de dezembro, no auditório da Associação Comercial e Empresarial de Santarém.

A última reunião do ano de 2019 será realizada no próximo dia 05/12. Foto-Samuel Alvarenga/CCOM

Acompanhe as ações da Prefeitura de Santarém nas redes sociais:
Facebook: https://pt-br.facebook.com/prefeituradesantarem/
Instagram: @prefeituradesantarem
Youtube: Canal da Prefeitura de Santarém

Samuel Alvarenga Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação