Notícias

Atualizado em 11/09/2019 às 14h40

Crianças e adolescentes da etnia Warao participam de ações ambientais

Projeto Sala Verde proporcionou momentos de educação ambiental a 18 crianças e adolescentes indígenas Warao. Foto - Júlio César Antunes

A equipe do Projeto Sala Verde proporcionou na manhã desta quarta-feira (11), na Escola do Parque, momentos de educação ambiental a 18 crianças e adolescentes indígenas da etnia Warao da Venezuela. A intervenção foi proporcionada pela Prefeitura de Santarém, via secretarias de Meio Ambiente (Semma), Educação (Semed) e Trabalho e Assistência Social (Semtras).

Eva Maria Vaes, 13 anos, está há aproximadamente dois meses no Brasil. Ela faz parte de uma das famílias refugiadas, que encontrou em Santarém um lugar para viver. Está abrigada na Casa de Acolhimento para Adultos e Famílias (CAAF).

″Eu gostei muito daqui. É bastante diferente de onde eu vivia″, conta a adolescente warao Eva Maria Vaes. Foto: Júlio César Antunes

“Minha família foi para Pacaraima (RR), Boa Vista (RR), depois Manaus (AM) e agora está em Santarém (PA). Eu gostei muito daqui. É bastante diferente de onde eu vivia”, relata a adolescente.

Leia também:

Segundo a professora Joana Ferreira, as crianças e adolescentes refugiados são atendidos por uma equipe multiprofissional da Semed, que realiza o atendimento educacional especializado. Há todo um trabalho de ensino informal para entender o modo de vestir, a língua, entre outros costumes. A partir daí, são convidados a integrarem a escola formal.

Equipe multiprofissional da Semed realiza atendimento educacional especializado. Foto: Júlio César Antunes

“Já conseguimos matricular esse ano 42 alunos na Escola Eloína Colares e Silva, localizada próxima da CAAF. Além disso, eles participam de atividades de interação com a natureza ,como as desenvolvidas aqui na Escola do Parque, aulas de informática, língua portuguesa e o espanhol, assim como o Warao.”, explicou a professora.

Há todo um trabalho de ensino informal para entender os costumes. A partir daí, são convidados a integrarem a escola formal. Foto: Júlio César Antunes

Ao longo das atividades, os meninos e meninas participaram de um momento de socialização com as boas-vindas. Em seguida, caminharam pela trilha ecológica, que leva ao tanque dos quelônios, receberam lanche e, por fim, participaram das atividades lúdicas do Projeto Sala Verde, desenvolvido pelo Centro Municipal de Informação e Educação Ambiental (Ciam).

Esse ano 42 alunos venezuelanos refugiados foram matriculadas em escola da rede pública de ensino. Foto: Júlio César Antunes

Acompanhe as ações da Prefeitura de Santarém nas redes sociais:

Facebook: https://pt-br.facebook.com/prefeituradesantarem/

Instagram: @prefeituradesantarem

Youtube: Canal da Prefeitura de Santarém

 

Júlio César Antunes Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação