Notícias

Atualizado em 12/08/2019 às 13h29

28 projetos de Santarém concorrem ao Prêmio Nacional de Educação Fiscal 2019


O Grupo Municipal de Educação Fiscal (Gmef) inscreveu 26 projetos na categoria escola e 2 projetos na categoria instituição.


 

O Grupo Municipal de Educação Fiscal (Gmef) inscreveu 26 projetos na categoria escola e 2 projetos na categoria instituição.28 projetos de Santarém concorrem no dia 29 de novembro, em São Paulo, na etapa nacional do Prêmio de Educação Fiscal, iniciativa da Federação Brasileira de Associações de Fiscais de Tributos Estaduais (Febrafite), que reconhece as melhores práticas de Educação Fiscal que atuam sobre as temáticas da função social dos tributos, da qualidade do gasto público e do acompanhamento do retorno dos recursos à sociedade.

Na avaliação da integrante do Gmef Santarém, Tânia Bernardes, o prêmio objetiva fomentar a discussão em torno do tema educação fiscal, além de ajudar a formar cidadãos melhores. "O prêmio permite motivar as escolas e instituições que trabalham com projetos a encontrar meios mais atrativos de falar da temática de cidadania, de uma forma que o cidadão venha entender o seu principal objetivo", avaliou.

"Estamos felizes por ter feito a inscrição do nosso projeto. Meus sinceros agradecimentos aos integrantes do Gmef, por serem incansáveis em nos motivar e inspirar, além de nos incentivar a não deixarmos de acreditar na educação como mecanismo transformador para futuras gerações", disse a professora da Unidade Municipal de Educação Infantil Diamantino, Marta Rúbia, que inscreveu o projeto com o tema: "Pequenos diamantes em ação: em busca dos tributos escondidos".

Confira a lista das escolas inscritas:

1- Escola Wilson Fonseca;
2- Escola Aldo Ferreira;
3- Escola Rosilda Wanghon;
4- Escola Maria Amália;
5- Escola Eloina Colares;
6- Escola Santo Antônio - Jacamim;
7- Escola Dom Anselmo;
8- Escola Nossa Senhora Rainha - Vila Brasil / Rio Arapiuns;
9- Escola Irmã Leodgard;
10- Escola Maria de Lourdes;
11- Escola Eilah Gentil;
12- Escola Santa Terezinha -Maripá - Rio Tapajós;
13- Escola São Raimundo - São Raimundo da Palestina;
14- Escola Paulo Rodrigues;
15- CEMEI Ademaro da Silva Neves;
16- UMEI Diamantino;
17- Escola Jayme Barcessat;
18- CEMEI Antonia Corrêa e Sousa;
19- Escola Sagrado Coração de Jesus - Alter do Chão;
20- Escola Alberico Mendes de Nóvoa;
21- Escola Tereza Neuma - Tabocal;
22- Escola Santa Luzia;
23- Escola Brigadeiro Eduardo Gomes;
24- UMEI Rosilda Campos;
25- Escola São Sebastião - Carariacá/Arapixuna;
26- Escola São Pedro - Comunidade Quilombola Bom Jardim

Confira a lista das instituições inscritas:

1- Associação de Moradores do bairro Jardim Santarém;
2- Cooperativa dos Produtores da Agricultura Familiar de Santarém (Coopafs)

Sobre – A oitava edição do Prêmio Nacional de Educação Fiscal 2019, contempla quatro categorias, sendo: escolas, instituições, imprensa e tecnologias. O evento conta com a parceria da Secretaria da Receita Federal do Brasil (SRB), Secretaria de Tesouro Nacional (STN), Escola Nacional de Administração Pública (Enap), Programa Nacional de Educação Fiscal (Pnef), com a organização da Associação dos Agentes Fiscais de Rendas do Estado de São Paulo (Afresp) e o apoio de entidades, empresas e órgãos governamentais.

Premiação – As 18 melhores iniciativas das cinco regiões do país receberão Certificado de Reconhecimento. Nove projetos serão os vencedores desta edição: 03 escolas, 02 instituições, 02 jornalistas e 02 projetos de tecnologia. Ao todo, serão concedidos R$ 51 mil em prêmios.

Inscrições – As inscrições para as categorias escolas e instituições encerraram no último sábado (10). Os projetos das categorias imprensa e tecnologias têm o prazo maior até o dia 10 de outubro, deste ano. Inscrições e regulamento neste link: www.premioeducacaofiscal.org.br.

Gleicy Lira Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação