Notícias

Atualizado em 23/06/2019 às 12h18

Nos 358 anos, Prefeitura reforça o que Santarém tem de melhor: a sua gente

(Arte: Arte: Andressa Azevedo)Santarém celebra 358 anos e nesta edição de aniversário, a Prefeitura destaca a força de nossa gente. Pessoas que já contribuíram ou ainda prestam importantes e relevantes serviços à Pérola do Tapajós. Esta campanha reforça o valor que a população – crianças, jovens, adultos e idosos - tem para o município.

Representando os 302.667 habitantes, foram escolhidos personagens que compartilham histórias de amor com esta terra, além do desejo de viver em uma Santarém cada vez melhor.

Família mocoronga – o amor que une gerações

Gleisse Rebelo, 35 anos, professora, e Fábio Feitosa, 30 anos, administrador de empresas, são santarenos. Para o casal falar de Santarém é lembrar dos lugares da infância e juventude e sobre como eles formaram a família com a  Ana Victória, de 07 anos, e os gêmeos Vitor e pelo Davi, de 04 anos. Para eles, o melhor lugar do mundo é quando estão em Alter do Chão, na praia, desfrutando de lazer e da tranquilidade.Gleisse,Victor, Ana Victória, Fábio e Davi

Uma boliviana muito santarena

Quem olha para os cabelos brancos da ex-conselheira tutelar Antônia Padilha nem imagina que ela é boliviana de nascimento e viveu parte da vida no estado de Rondônia. Mas foi em Santarém que ela escolheu viver e servir à missão de cuidar de crianças e adolescentes, seja como conselheira tutelar, seja pelo trabalho comunitário desenvolvido na Paróquia de São Sebastião.

As muitas histórias de Antônia estão ligadas ao trabalho comunitário e ao despertar da missão comunitária e cidadã, que desenvolve há mais de 30 anos.Ex-conselheira tutelar, Antônia Padilha

Conexão Belém-Santarém, sem retorno

A paixão do decorador Kelly da Silva por Santarém nasceu em 05 de setembro de 1987 quando ele se mudou de Belém para a Pérola do Tapajós. Segundo ele, foi paixão à primeira vista. Logo que chegou se encantou pelas belezas naturais e pela tranquilidade da cidade. Passados alguns anos, ele foi se envolvendo no trabalho comunitário do bairro onde reside atualmente – O Ipanema – e não pensa mais sair daqui.Decorador, Kelly da Silva

O encontro das águas que encanta Terezinha

Logo que se mudou da região do Lago Grande para Santarém, na década de 1970, a agente de saúde Terezinha Corrêa, moradora do bairro da Floresta, tinha certeza que aqui era seu lugar. Logo de cara ela ficou encantada com o encontro das águas dos rios Tapajós e Amazonas e com uma praia mais linda que a outra. Seu projeto para o futuro é justamente poder desfrutar mais de perto das belezas naturais, quem sabe mudando-se de vez para um sítio, uma casa na praia ou uma chácara.Agente de Saúde, Terezinha Corrêa

Amor ao esporte santareno

Ivanildo Xavier trabalha duro diariamente, como estivador. No entanto, ele marcou seu lugar. Morando há mais de 20 anos no bairro São Cristóvão, Ivanildo sentiu uma grande necessidade em ajudar crianças e adolescentes, por meio do esporte. Depois de assistir a tantos RAI X FRAN, Ivanildo reuniu por muitos anos, num campo de futebol do bairro (que hoje dá lugar a uma creche), crianças e jovens para ensiná-los as técnicas do futebol, mas, sobretudo, ajudando a formar bons cidadãos.Estivador, Ivanildo Xavier

O pescador de homens da Igreja de Fátima

Cleonildo Silva é pescador. Seu nobre ofício foi e continua sendo o sustento de sua família. No entanto, quando não estava pescando, Cleonildo aventurou-se a jogar sua malhadeira para pescar homens e mulheres, nas atividades no bairro de Fátima. Cleonildo construiu sua história familiar em Santarém, desde a década de 1960, quando veio de Alenquer.

A partir de 1995 começou a se envolver nas atividades da igreja, primeiro como ajudante de bar durante as festividades, depois como coordenador do coral infantil, até fundar em 2015 o Terço dos Homens. A história do Cleonildo com Santarém está relacionada em amar e servir a igreja da paróquia que sempre participou ativamente.Pescador, Cleonildo Silva

O espírito comunitário de Jovenina

Jovenina Corrêa, conselheira fiscal, e moradora do bairro Alvorada sempre teve interesse em participar ativamente de sua comunidade. No antigo bairro – o Caranazal – não foi bem sucedida, mas o sonho e sua história com Santarém começaram a se entrelaçar quando ela mudou para o Alvorada.

O espírito em servir, em estar à disposição do outro levou Jovenina a assumir importantes funções. A sua história com Santarém é marcada sobretudo pela cooperação.Conselheira Fiscal, JoveninaCorrêa

O Círio na vida da professora

A professora e educadora alimentar Maria Betânia admitiu que o Círio de Nossa Senhora da Conceição edição número 100 marcou de vez sua relação com a Pérola do Tapajós. Para a docente, esse é o momento de maior expressão de fé da nossa população. Um momento sublime e sem explicação.Professora Maria Betânia

Idas e vindas com Santarém

A relação do autônomo Raimundo Pereira com Santarém sempre foi assim, entre idas e vindas. Mas no ano de 2002 algo mudou. Ele, enfim, resolveu ficar de vez na cidade e esta decisão proporcionou a ele escrever um dos capítulos mais bonitos de sua história: a construção de sua família – esposa e duas filhas – e estabelecer condição de pertencimento com o lugar que vive há 17 anos: o bairro Novo Horizonte.Autônomo, Raimundo Pereira

Acompanhe as ações da Prefeitura de Santarém nas redes sociais:
Facebook: https://pt-br.facebook.com/prefeituradesantarem/
Instagram: @prefeituradesantarem
Youtube: Canal da Prefeitura de Santarém

Samuel Alvarenga Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação