Notícias

Atualizado em 15/05/2019 às 13h18

Dia do Assistente Social: o profissional que se dedica à garantia dos direitos da sociedade


Roberta Oliveira Aguiar, Jéssica Bentes, Poliana Dias e Edicléia Lopes MeloDia 15 de maio é data para lembrar o profissional do Serviço Social – que se dedica na luta por melhores condições de vida, saúde e trabalho para os grupos sociais mais desfavorecidos da sociedade. Em reconhecimento aos Assistentes Sociais de toda a cidade e também aos 52 profissionais que fazem parte do quadro de colaboradores da pasta da Assistência Social, a Prefeitura de Santarém os parabeniza pelas grandes contribuições realizadas ao Município.

Para homenagear essa categoria, a Semtras destaca a conquista e dedicação de quatro profissionais que prestam serviço a comunidade santarena. Todas têm em comum um sentimento: paixão pela profissão.

Poliana DiasPoliana Dias
Uma das mais antigas profissionais do quadro de colaboradores da Semtras exerce a profissão no Centro de Referência Especializado de Atendimento à Mulher (Maria do Pará). Poliana Dias, de 34 anos, é formada há 8 anos , mas possui 6 anos trabalhando como assistente social. Ela lembra o que a motivou buscar a formação: "eu pude presenciar algumas violações de direitos e me fez crescer essa vontade de exercer uma profissão que fosse trabalhar na efetivação da garantia de direitos. Poliana tem como lema: 'a vida é um momento de todos nós temos sempre trabalhar para o crescimento pessoal, profissional olhando o bem ao próximo, nos colocando no lugar deles'".

Edicléia Lopes MeloEdicléia Lopes Melo
A Assistente Social da Casa de Acolhimento Para Adultos e Famílias (Caaf), Edicleia Lopes Melo, de 35 anos, está comemorando o seu primeiro ano de profissão e de trabalho. "Sempre me identifiquei com a profissão e trabalhar com as políticas públicas foi o meu desejo. Sempre tive o olhar de tentar amenizar o sofrimento das pessoas que necessitam dos serviços".

Jéssica BentesJéssica Bentes
Jéssica Bentes, de 28 anos, é Assistente Social do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) São José Operário. A jovem se formou em 2014 e atua há um ano e meio na área. Ela conta porque escolheu o Serviço Social copmo profissão: "Escolhi o curso devido às novas configurações de família e foi algo que me chamou muito atenção. A família é à base da sociedade. Procurei o serviço social porque é a única área que estuda o humanismo mais profundo. O serviço social é a razão pela qual a gente escolhe não ser feliz, mas tentar dentro da garantia de direitos fazer o nosso próximo mais feliz."

Roberta Oliveira AguiarRoberta Oliveira Aguiar
A supervisora do Programa Criança Feliz, Roberta Oliveira Aguiar, de 33 anos é assistente social há dois anos. Segundo ela, a paixão pelo curso foi crescendo de acordo com o avanço dos semestres na faculdade. "Hoje me sinto apaixonada pela minha profissão, estou no Programa Criança Feliz, iniciativa e experiência que veio somar a minha profissão trabalhar com crianças de 0 a 3 anos em extrema situação de vulnerabilidade social é algo muito importante pelo resultado que alcançamos com esse publico."

"Não somente nesta data, mas por todo serviço prestado, só temos que agradecer e parabenizar nossos assistentes sociais. Somos realizados por ser uma instituição que conta com profissionais extremamente dedicados", ressaltou a secretária municipal de Trabalho e Assistência Social Celsa Brito.

De acordo com a conselheira do Conselho Regional de Serviço Social (Cress) 1ª Região Seccional Santarém, Adelaine Siqueira de Jesus, estão inscritos na entidade 482 assistentes sociais. O conselho em sua jurisdição abrange 14 municípios e aproximadamente 90 assistentes sociais de Santarém atuam na área.

Geisa de Oliveira Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação