Notícias

Atualizado em 15/04/2019 às 10h01

Projeto "Cultura na Comunidade" democratiza a cultura nas áreas mais afastadas

A Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Semc) a cada etapa do Projeto "Cultura na Comunidade" nos bairros alcança mais êxito. O projeto democratiza a arte cultural, principalmente nas áreas mais afastadas da zona urbana e com extensão a áreas interioranas. Na sexta-feira (12) e no sábado (13) a ação esteve nos bairros Diamantino e Santarenzinho, respectivamente. Ocorreu uma explosão de arte, dança, música e poesia em parceria das lideranças do bairro.

"Os resultados na participação do público e dos artistas engradecem sempre mais o Projeto Cultura na Comunidade. Estamos convictos do caminho certo desta política cultural e pioneira do governo Nélio Aguiar, quando chega às diferentes áreas do município. Felizes ficamos quando vemos uma criança de 7 anos de idade, o Duduzinho do Arrocha nos palcos, com voz e teclado, orgulho da família e passa a incentivar outros pais", disse, o titular da pasta da Cultura no município, Luís Alberto Figueira.

Para o presidente do bairro Diamantino, Ray Silva, há uma grande interação entre artistas dos mais experientes e os mais novos dentro do Projeto. "É um grande incentivo do governo municipal principalmente para talentos iniciantes menores idade. A cultura soma ao crescimento do ser humano, principalmente na formação de cidadão consciente ao futuro melhor", definiu o líder comunitário.

No bairro Santarenzinho, a presidente do Conselho Comunitário, Edicleuma Marinho, destaca a importância do Projeto Cultura na Comunidade. "Quero em nome dos moradores do bairro agradecer a Prefeitura de Santarém, através da Secretaria Municipal de Cultura, quanto essa inovação, que eleva, divulga, fomenta e valoriza as diversas artes", especificou.

Além de oportunizar as artes, a ação abre espaço aos acadêmicos de Instituição Superior, a exemplo, de Ramon de Azevedo, do 5º semestre do curso de Comunicação Social (Jornalismo). "É uma oportunidade incrível que enaltece e aprimora o que aprendemos na academia. Participar desse momento é especial. Está aqui pela primeira vez, eu me sinto muito feliz. O Projeto além de levar cultura, abre espaço para aprimorar o nosso conhecimento, da teoria à pratica", disse.

O Projeto reúne as famílias, seja da comunidade como dos artistas. Na noite esteve presente, o filho de 3 anos Matheus Lisboa Elly e esposo Márcio Elly da musicista Sara Lisboa Elly da Banda Filarmônica Municipal. O filho do casal sempre chama a atenção de quem assiste quando faz os movimentos semelhante ao do regente. "Ele fez a musicalização quando era bebê com menos de 1 ano de idade. E já tem a noção do ritmo musical, sempre acompanhou a mãe, e tem essa familiaridade com a Banda Filarmônica Municipal. E sente-se confortável com batutinha* dele improvisada, e sempre se posiciona próximo a regente da Banda", destacou.

A Banda Filarmônica Municipal Professor José Agostinho fez a abertura no bairro Santarenzinho. Nos dois bairros, os artistas foram homenageados. No evento do bairro Santarenzinho, o vice-prefeito José Maria Tapajós esteve presente e fez a entrega das premiações singelas, de brinde mais troféu ao primeiro lugar na apresentação dos talentos do bairro, a mais aclamada pelo público, a intérprete, Cássia Aline e o brinde, ao artista convidado, o Duduzinho do Arrocha (7).

Para a sexta-feira, etapa de 2019 do Projeto "Cultura na Comunidade", está prevista no dia 31 de maio, bairro Mararu. Os intérpretes foram acompanhados pelo Grupo Regional Mocorongo.

*A batuta é um bastão delgado aliado a uma base arredondada, chamada pera, em geral de madeira leve, plástico ou fibra de vidro, com que os maestros regem as orquestras, bandas, coros, e outros.

Acompanhe as ações da Prefeitura de Santarém nas redes sociais:
Facebook: https://pt-br.facebook.com/prefeituradesantarem/
Instagram: @prefeituradesantarem
Youtube: Canal da Prefeitura de Santarém

Alciane Ayres Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação