Notícias

Atualizado em 03/09/2018 às 15h29

Homenagens a Semana da Pátria enaltecem a Paz no terceiro dia de desfiles

As homenagens da Semana da Pátria 2018 continuaram nesta segunda-feira (3) na Avenida Moaçara que foi palco do terceiro dia de desfiles. Ao todo quinze escolas se apresentaram, das 7h30 às 10h, levando para o percurso mensagens e belíssimas apresentações sobre o tema deste ano, "Família, escola e comunidade: Todos por uma CULTURA DE PAZ! ."

Confira mais notícias da Semana da Pátria 2018:

A abertura do desfile contou com os setores pedagógicos da Secretaria Municipal de Educação (Semed): PNAIC, GN10, assessorias Urbana, Rios e Planalto, Gestão de Alfabetização e Étnico – Racial. Logo em seguida foi a vez das Unidades Municipais de Educação Infantil (Umei's) Diamantino, Floresta e Vitória Régia mostrarem o respeito à Pátria.

De acordo com o que ficou acordado nas reuniões de planejamento entre a equipe de coordenação e as escolas, as crianças foram priorizadas na ordem de apresentação para que fossem as primeiras a desfilar não sofrendo com o forte sol. Além disso, outra prioridade do governo é continuar com os desfiles descentralizados para oportunizar a participação dos bairros nas manifestações cívicas.

Rai Silva, presidente do bairro Diamantino, elogiou a iniciativa de descentralização. "É um local estratégico e facilita a participação de quem mora no entorno aqui do bairro. Esse é um momento muito lindo e importante para todos, e a participação do público dos nossos bairros também é muita válida. É gratificante essa ideia, nós só temos a agradecer ao poder público que tem trazido para esses locais os desfiles da Semana da Pátria", destacou.

Como segmento da "CULTURA DE PAZ", a inclusão também é uma das palavras de destaque este ano, a exemplo da participação dos indígenas venezuelanos da etnia Warao que recebem assistência do governo municipal através da Casa de Acolhimento para Adultos e Famílias (CAAF) administrado pela Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtras). Pelo segundo dia eles participaram das apresentações. Nesta manhã, dezoito indígenas venezuelanos foram em um pelotão da escola Eloína Colares e Silva que destacou o apoio à imigração. Os pais acompanhados dos filhos levaram placas com frases importantes: "Xenofobia é crime", "Imigração está no sangue", "Alma não tem cor", entre outros.

Veja mais fotos do terceiro dia de desfiles.

Demonstrações de dedicação, responsabilidade e amor a Pátria também foram mostradas pelas quinze escolas que desfilaram na Avenida Moaçara fazendo jus ao momento cívico. Evoluções das balizas, interpretações musicais por parte das fanfarras e muito sorriso no rosto de cada estudante fecharam mais um dia de desfiles da Semana da Pátria.

"Os desfiles tem tido a marca do tema escolhido para o evento deste ano. As escolas se organizam, organizam seus pelotões, suas faixas e cartazes de maneira a explorar esse tema gerador e assim poder transmitir a mensagem à população do bairro onde está acontecendo o desfile. A proposta de levar os desfiles para os bairros tem alcançado uma população grande ao mesmo tempo que tem facilitado com que as escolas daquele bairro possam ter menos dificuldade de logística para colocar a sua escola com um número maior de alunos para o desfile", informou o coordenador geral da Semana da Pátria, Marcos Gentil.

O Prefeito de Santarém, Nélio Aguiar também reforçou a tradição dos desfiles descentralizados como forma de aproximar o governo da população. "Esse sistema de desfiles descentralizados é democrático, garante a participação de mais escolas e facilita o prestígio do desfile por mais famílias. É importante também estarmos presentes e mais próximo deles, uma forma de participarmos diretamente desses momentos com a população dos bairros mais distantes da área central. E eu aproveito para convidar toda a população para participar dos desfiles da Semana da Pátria, por que é um momento que a gente comemora a Independência do Brasil, manifesta nosso civismo e o amor a nossa Pátria. O nosso Brasil depende de nós, da nossa cultura e de nossas atitudes. Se formos violentos nosso país vai ser violento, por isso precisamos batalhar por uma Cultura de Paz. Paz na cidade, na escola, na família e na nossa vida", enfatizou Nélio.

A programação continua na terça-feira (4), em dois momentos. Pela manhã no bairro Caranazal/Laguinho e a noite na Avenida Tapajós/Orla da Cidade.

Confira a ordem dos desfiles:

Keliane Tomé Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação