Notícias

Atualizado em 28/06/2018 às 16h23

Creas, Pastoral do Menor e Ciee articulam apoio à campanha ‘Dê Oportunidade: Ninguém Nasce Infrator’


Associação Comercial e Empresarial de Santarém em apoio a CampanhaO Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), a Pastoral do Menor e o Centro de Integração Empresa Escola (Ciee) reuniram-se na terça-feira (26), com a Comissão de Mulheres Empresárias de Santarém para apresentarem a Campanha "Dê Oportunidade: Ninguém Nasce Infrator" e também pedir apoio empresarial.

A Campanha é realizada pela Pastoral do Menor em parceria com diversos órgãos de direitos e proteção de crianças e adolescentes e vêm conquistando espaço no município de Santarém. O Creas, equipamento da Prefeitura de Santarém por intermédio da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtras), através do Eixo de Profissionalização que executa as medidas socioeducativas em meio aberto - Liberdade Assistida e Prestação de Serviço Comunitário vem realizando um trabalho de articulação com o objetivo de inserir os adolescentes em conflito com a lei no mercado de trabalho formal.

"O primeiro passo foi dado. Nessa reunião tivemos a oportunidade de apresentar a essas mulheres empresárias o trabalho desenvolvido pelo equipamento e quais são as propostas da campanha. Acreditamos que a partir desta parceria muitos avanços serão conquistados e muitas oportunidades poderão surgir como já estão surgindo. Uma das responsáveis pela Escola de Ensino Técnico do Estado do Pará (EETPA) estava presente na reunião na ACES e gostou muito da campanha e nos deu espaço para levar até a equipe do EETPA informações do nosso trabalho. Através desse contato surgiram algumas possibilidades que em breve poderão beneficiar a profissionalização desses adolescentes" destacou a coordenadora do Creas Islaine Daniele Pimentel.EETPA recebendo a Campanha ’Dê Oportunidade: Ninguém Nasce Infrator’

A coordenadora destaca ainda que esse trabalho já vinha sendo realizado pelo Creas por meio do Projeto Oportunidades Sem Medidas, desenvolvido em parceira também com o Ciee e o Ministério Público do Trabalho (MPT), que até o momento inseriu cinco socioeducandos no mercado de trabalho.

"O nosso trabalho nesse projeto é cauteloso, que exige tempo, conquista de espaço e de parceiros para efetivamente dar certo. A sociedade precisa compreender que é tão responsável pelo futuro dos seus jovens quanto à família e o estado. Conscientizar e sensibilizar a população desse dever é fazer com que sejam nossos parceiros na luta contra a infracionalidade dos nossos adolescentes e na diminuição da violência em nosso país", concluiu Islaine Pimentel.

Geisa de Oliveira Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação