Notícias

Atualizado em 19/06/2018 às 11h18

Obra de esgotamento sanitário promove saúde e qualidade de vida em Santarém


                       

Vários bairros do município de Santarém estão recebendo obras de esgotamento sanitário. A população santarena vai viver com mais saúde e qualidade de vida, visto que o saneamento básico é uma das mais eficazes medidas de saúde pública. Nessa etapa, estão sendo feitas 4 mil ligações.

Os bairros Aldeia, Santa Clara, Aparecida, Santíssimo e Centro da cidade já estão recebendo os serviços para as ligações domiciliares. Esses serviços serão ligados ao coletor tronco, instalado na Avenida Tapajós. Outra equipe também está trabalhando na Estação Elevatória de Esgoto (EEE), na Assis de Vasconcelos. A partir disso, todos efluentes serão direcionados, através da linha de recalque, até à Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), que está localizada na Avenida Borges Leal, no bairro do Mapiri. Lá, será será feito o tratamento.

Com o valor de R$ 31.692.245,07, a obra faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento II (PAC II), coordenado pela Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra), sob o contrato nº 350.963-47.

O infectologista Guilherme Pontes Lima explica que com esgotamento sanitário é possível prevenir doenças e diminuir as filas nos hospitais. "Com as obras, nos próximos anos teremos uma redução no número de atendimentos no hospital. Vai diminuir os custos com a saúde e também da quantidade de pessoas doentes", informa Pontes.

Dona Elza Souza, professora aposentada, acompanhou os trabalhos em frente à sua casa, na Av. Marabá (Santíssimo). "Acompanhei de perto a equipe trabalhando e fiquei satisfeita por ver que é um serviço que vai beneficiar a todos no futuro. É um projeto muito bom e meus netos sentirão isso".

O titular da Seminfra Daniel Simões ressaltou que 48,89% das obras já foram executadas. "Todo esse esgoto passará na rede onde o projeto está sendo executado. Nesse caminho existe a estação elevatória que é simplesmente um local para bombear esse esgoto até a ETE do Mapiri. Com o projeto, o despejo do esgoto na frente da cidade será minimizado, diminuído quase a zero. Isso vai refletir na saúde, na economia e no turismo na cidade", explicou.

Confira mais fotos 


Saiba Mais:

 

Ailanda Tavares Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação