Notícias

Atualizado em 13/06/2018 às 10h33

Mais de mil pessoas participam da caminhada do Dia 'D' de Enfrentamento ao Trabalho Infantil


Dia 12 de junho é lembrado como Dia Mundial de Enfrentamento ao Trabalho Infantil. Em Santarém, uma caminhada que contou com a participação de crianças e adolescentes levou para Avenida Tapajós o tema das Ações Estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Aepeti): "Brincar, Estudar, Viver. Trabalhar só quando Crescer".

Segundo estimativa da coordenação, mais de mil pessoas em sua maioria crianças e adolescentes usuárias dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e demais equipamentos da Prefeitura de Santarém, além de programas e projetos sociais como o Escola da Vida, o Proerd e a Banda Marcial da Escola Municipal Ubaldo Corrêa, vestiram a camisa da campanha e foram às ruas com intuito de sensibilizar a população.

Os procuradores do Ministério Público do Trabalho (MPT), Lucas Fernandes e Mariana Lamego participaram da caminhada. Fernandes avaliou a evolução do município para a erradicação do Trabalho Infantil, destacando que a campanha não se limita ao dia "D", mas a diversas ações da Prefeitura em parceria com o Ministério Publico do Trabalho, na luta pelo Enfrentamento ao Trabalho Infantil.

"Infelizmente o trabalho infantil ainda é tolerado por parte da sociedade que compreende que a criança e o adolescente que trabalham vão fugir da marginalidade, mas as pesquisas demonstram que essa exposição dificulta o aprendizado, dificulta o acesso à escola, o que prejudica na busca de um bom emprego na fase adulta. Essa caminhada é para chamar a atenção da sociedade e sensibilizá-la quanto ao tema", destacou o procurador Lucas Fernandes.

A coordenadora do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), Monique Damasceno levou 40 jovens aprendiz para mostrar que existe o tempo certo de trabalhar. "O CIEE trabalha para incluir o jovem no mercado de trabalho de maneira formal, o programa de aprendizagem é a única política pública de inclusão do jovem no mercado de trabalho, a única forma de legalizar essa contratação. O jovem a partir dos 14 anos já pode ser aprendiz. A ideia é colocar esse jovem de maneira correta aprendendo um ofício e que ele não sofra nenhum tipo de exploração", ressaltou.

O fundador da Pastoral do Menor de Santarém, irmão Ronaldo Hein também marcou presença na caminhada. O religioso que desde janeiro deste ano reside em Minas Gerais em uma nova missão, elogiou a iniciativa da Prefeitura em levar o enfrentamento ao Trabalho Infantil para às ruas. "Viemos comemorar os trinta anos da Pastoral do Menor e não podemos deixar de participar dessa manifestação reivindicando respeito e cuidado para crianças e adolescentes. Estamos aqui para apoiar", garantiu o religioso que fez relevantes contribuições no Município, no que se refere a garantia dos direitos das crianças e adolescentes.

"O nosso trabalho continuará a fim de erradicar o trabalho infantil. Estamos montando um diagnóstico sobre a quantidade de crianças e adolescentes expostas em nosso município e iremos buscar ações para enfrentar essa situação em parceria com o MPT e toda a rede de defesa e proteção de crianças e adolescentes", garantiu Coordenadora do Aepeti, Carise Pedroso.

A secretária Municipal de Trabalho e Assistência Social, Celsa Brito, agradeceu a participação de todos. "Agradecemos os servidores dos equipamentos da Prefeitura, os usuários dos nossos serviços, os programas e projetos sociais que fazem um exemplar trabalho tirando essas crianças das ruas, bem como o Jovem Aprendiz do CIEE, o Proerd, o Escola da Vida, o grupo de voluntários 'Criança não Trabalha', toda a rede de defesa e proteção de crianças e adolescentes, a vereadora Maria José Maia, representando a Câmara Municipal. Vamos continuar sensibilizando a população quanto ao tema para que ao fim todos digamos: Não ao Trabalho Infantil", concluiu a secretária.

 

 Saiba Mais:

Cerca de 250 crianças participam de ação de cidadania no Porto dos Milagres
TRT 8ª Região e OAB Santarém se unem à Prefeitura em campanha de combate ao Trabalho Infantil

Geisa de Oliveira Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação