Notícias

Atualizado em 03/10/2017 às 16h41

Com apoio de instituições, Prefeitura consegue abrigo para indígenas Venezuelanos

A- A+ Tamanho da Letra
Geisa de Oliveira
geisadeolliveira@gmail.com
Da Redação - Agência Santarém

Com apoio de instituições, órgãos e entidades, a Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semtras), conseguiu um abrigo para o grupo de 30 indígenas refugiados venezuelanos da etnia Waraó, que estão no município desde o dia 28 de setembro. O abrigo, que fica no bairro Jardim Santarém, será disponibilizado pela Diocese de Santarém. O grupo será acolhido durante todo o mês de outubro, até que sejam encontradas soluções quanto a permanência deles no município.

Todos foram levados em segurança ao local em um ônibus disponibilizado pela Semtras. O transporte do grupo ocorreu nesta terça-feira (3), às 9h. Além disso, a Secretaria vai contribuir com a alimentação dos refugiados e se comprometeu em fazer os encaminhamentos necessários para que os venezuelanos possam retirar documentos.

A Prefeitura de Santarém e a Funai em parceria com a Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) por meio do Curso de Direito de Antropologia e Funai vão realizar um estudo técnico sobre os costumes e tradições deste povo.

O Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Caranzal ligado a Semtras vai ofertar serviços sociosassistenciais para todos os indígenas refugiados que necessitarem.

A Funai ficou responsável em conseguir matéria prima para confecção de artesanatos para que os venezuelanas possam ter uma fonte de renda. O Ministério Público Federal (MPF) vai colaborar com a doação de cestas básicas, e a Defensoria Pública da União se comprometeu em agilizar junto ao Ministério do Trabalho o processo de emissão da carteira de trabalho para que os refugiados possam estar aptos a trabalhar legalmente.

A assistência médica para essas famílias da Venezuela será garantida pela Prefeitura de Santarém, através da Secretaria Municipal de Saúde que prestará atendimentos por meio do Consultório de Rua.

Colabore com doações
A Ufopa iniciou no dia 28 de setembro uma campanha de arrecadação de alimentos e produtos de higiene para o grupo. As Igrejas também estão se mobilizando para contribuir com a causa. Os materias podem ser doados no Campus Tapajós, Avenida Mendonça Furtado -Térreo, sala 108, de 8h as 18h.

A Secretária de Trabalho e Assistência Social Celsa Brito destacou o trabalho integrado das intituições. "É muito positivo ver a participação de todos neste momento tão importante de acolhida aos indígenas, pois é fundamental esse trabalho intersetorial para juntos encontrarmos o melhor caminho. Estamos cumprindo com nosso papel, de prestar assistência a quem precisa, independente de gêneros, etnias, grupos, todos merecem tratamento humanizado", ressaltou.

Uma nova reunião das insituições será realizada no dia 16 de outubro, às 14h, no Centro Municipal de Informação e Educação Ambiental (Ciam). A imprensa está convida a participar.