Notícias

Atualizado em 02/10/2017 às 14h42

Plano Municipal de Arborização inicia identificação de árvores pelo Parque da Cidade


Observando o potencial do Parque da Cidade como fonte de coleta de sementes pelo número de árvores que possui, a Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma) e Secretaria Municipal de Agricultura de Pesca (Semap), iniciou nesta segunda-feira (2) a identificação de árvores matrizes como etapa do Plano Municipal de Arborização. São parceiros do Plano a Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa) e o Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade do Estado do Pará (Ideflor-Bio).

A acadêmica Cezarina Carvalho, que está no 9º semestre do curso de Engenharia Florestal da Ufopa, é uma das colaboradas do trabalho. De acordo com ela, nesse momento será realizada a marcação das matrizes, aquelas que nesta época do ano estão no período de floração, frutificação ou estejam dispersando sementes e servirão como espécies potenciais para a colheita de sementes.

"Um dos tipos mais comuns na cidade é o ipê que agora já está com as sementes se espalhando. Nesse momento a ideia é fazer o mapeamento e o próximo passo será o colhimento das sementes para começarmos a produzir as mudas", destacou a acadêmica.

Segundo a secretária de Meio Ambiente, Vânia Portela, o Plano é resultado do Projeto Floresta Urbana que prevê a revitalização da arborização de 10 bairros santarenos como uma experiência piloto, que norteará as demais ações.

"Proporcionar uma cidade mais arborizada é poder contribuir de forma considerável com a qualidade de vida das pessoas. Assim, temos um ambiente com a sensação térmica agradável, temperatura amena, sem deixar de citar a questão do embelezamento paisagístico, o que deve contribuir ainda mais para a atração de turistas à Santarém", informou Vânia Portela.


Dentre os primeiros bairros que serão contemplados com o Plano de Arborização estão: Centro, Mapirí, Liberdade, Salé, Laguinho, Fátima, Aldeia, Santa Clara, Aparecida e Jardim Santarém.

É um projeto para médio prazo com uma execução prevista em 3 anos, realizando inventários, diagnósticos, escolha de espécies, produção de mudas em viveiro de espera, treinamentos, ações sociais, correção e a implantação da arborização urbana.

Projeto Floresta Urbana

Foi desenvolvido a partir do levantamento de acadêmicos do curso de Engenharia Florestal da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa), na disciplina de Silvicultura Urbana, quando foi identificada a necessidade de um replanejamento da arborização, baseado no número de árvores impróprias para o meio urbano e nos inúmeros conflitos com o mobiliário urbano santareno.

Essas informações contribuirão para a melhoria na interação das atividades mobiliárias particulares, do mobiliário urbano e do acesso humanizado dos pedestres à cidade de Santarém, com sombra e sensação térmica agradável.

Em Santarém aponta-se que existem apenas 17 m² por habitante de cobertura vegetal, arbóreo arbustivo, o que é pouco superior ao recomendado pela Sociedade Brasileira de Arborização Urbana.

Júlio C. Guimarães Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação