Notícias

Atualizado em 08/01/2018 às 13h09

Moradores da Ilha São Miguel vão contar com bajara para combate aos crimes ambientais


Para ajudar nas fiscalizações na Ilha São Miguel, região de várzea, agora a comunidade vai contar com uma bajara. O anúncio, através de termo de cessão de uso, foi realizado na manhã desta segunda-feira (8), em reunião entre a Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), Associação de Moradores da Ilha São Miguel, 3º Batalhão de Polícia Militar (3º BPM) e Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam).

Segundo o presidente da Associação de Moradores da Ilha de São Miguel, Manuel Domingos, principalmente agora no período de cheia dos rios, os criminosos aproveitam para a prática de pesca predatória com a captura de animais com peso abaixo do permitido, o uso de malhadeiras inapropriadas, arpão e espinel. "Ficamos bastante contentes com essa bajara que vai poder auxiliar na identificação das pessoas que cometem esse tipo de crime e, a partir daí, poderemos repassar as informações à Semma e ao 3º BPM", destacou o presidente da comunidade.

Saiba mais:

Santarém terá 6 pontos de coleta de material reciclável

A secretária de Meio Ambiente, Vânia Portela, informou que essa é a primeira comunidade que será contemplada com a ferramenta, e ainda será definida a data de entrega, sendo que estas são algumas das ações, dentre as já realizadas na localidade no combate os crimes ambientais. "O veículo, fruto das operações de fiscalização da Semma, será cedido à Associação de Moradores da Ilha São Miguel, que já realiza o trabalho de conservação ambiental, além do trabalho de monitoramento da área em relação à pesca predatória', informou Vânia Portela.

Na oportunidade, o comando do 3º BPM reafirmou as parcerias junto à Semma, sendo que devem ser definidas novas operações de fiscalizações, especialmente no que se refere à pesca predatória e poluição sonora.

Júlio C. Guimarães Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação