Notícias

Atualizado em 20/12/2017 às 16h36

Crianças e jovens da Casa de Acolhimento Reviver ganham presentes de Projeto Energia do Bem


Na manhã desta quarta-feira (20), as crianças e adolescentes acolhidas na Casa de Acolhimento Reviver (Abrigo Municipal) de Santarém, receberam a turma do Projeto Energia do Bem, da Celpa. Alegria, emoção e muita solidariedade tomou conta dos colaboradores voluntários do projeto e das 16 crianças e adolescentes atendidas pela Casa, que enviaram para a Celpa cartinhas com desejos e sonhos, que gostariam de fossem realizados nesse Natal. "eu tenho um filho de 7 anos e olhar esses meninas e meninas que são acolhidos com tanto carinho e dignidade, mas que ainda assim estão longe de suas reais famílias e poder trazer um pouco de alegria, pra mim é extraordinário. Estou muito feliz", disse Josiane Mello, colaboradora da empresa e voluntária do Energia do Bem.

 Para a analista da Área de Responsabilidade Social da Celpa, Michelle Miranda, são gestos que fazem toda a diferença e transformam o mundo melhor e em especial, o universo corporativo dos colaboradores: "a Celpa, cada vez mais, vem buscando estreitar as relações entre empresa e a comunidade. Possibilitar ao colaborador fazer o bem e ajudar o outro é humanizar o dia o dia no trabalho".

As crianças e jovens abrigadas na Casa de Acolhimento Reviver ficaram felizes por terem seus sonhos realizados para esse natal. A Secretária Municipal de Trabalho e Assistência Social, Celsa Brito, acompanhou a socialização e agradeceu a parceria da Celpa por meio de seus colaboradores, “é tão bonito ver alegria dessas crianças e adolescentes de terem seus sonhos realizados por meio de um projeto tão legal, nós agradecemos essa pareceria, principalmente por ser um abrigo que conta muito com apoios devido sua demanda frequente. E destacou que ações voluntárias são sempre bem vindas”.

O Projeto Energia do Bem faz parte da rede de programas sociais da Celpa e envolve os colaboradores em ações voluntárias. A Casa de Acolhimento Reviver é um equipamento da Prefeitura de Santarém por meio da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtras) e oferece acolhimento, cuidado e espaço de desenvolvimento para grupos de crianças e adolescentes em situação de risco, negligência e abandono, cujas famílias ou responsáveis encontrem-se temporariamente impossibilitados de cumprir sua função de cuidado e proteção.

Garante privacidade, respeito aos costumes, às tradições e à diversidade de: ciclos de vida, arranjos familiares, raça/etnia, religião, gênero e orientação sexual. A casa de acolhimento funciona de forma ininterrupta, durante as 24 horas do dia, e o acolhimento é feito a partir de determinação judicial.

Geisa de Oliveira Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação