Notícias

Atualizado em 19/12/2017 às 11h33

Alunos de sete escolas da rede municipal participam de formatura do Proerd


O final da tarde desta segunda-feira (18) foi de festa para 477 alunos do 5º anos, de sete escolas da rede municipal de Santarém, que receberam os certificados de participação do Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas). Durante o segundo semestre, os alunos foram atendidos com palestras e atividades ministradas por policiais militares com vistas à prevenção ao uso de drogas.

Da solenidade de formatura que também marcou a comemoração pelos 12 anos do Proerd que já está na 22ª turma de alunos proerdianos, participaram o prefeito Nélio Aguiar, a secretária de Educação – professora Marluce de Pinho, o comandante do 3º BPM – Ten Cel Aldemar Maués, o comandante do CPR 1 – coronel Héldson Tomaso e a coordenadora do Proed, tenente Duth Cordeiro.

 Os alunos receberam orientações sobre segurança pessoal, importância da amizade, do respeito aos pais. "A gente acredita que essa base que o Proerd trabalha de valorização da família e as informações que eles levam faz ainda mais com que eles acreditem que há um futuro muito melhor sem drogas", enfatizou a tenente Duth.

Para quem recebeu os ensinamentos, o sentimento é de gratidão e do aprendizado de uma lição que eles vão levar para a vida toda. "Com as informações que eu recebi dos professores do Proerd, hoje eu já sei como dizer pra quem quer que seja que venha me oferecer drogas, cigarros ou bebida alcoólica. A droga não presta pra nada", afirmou o aluno Vinícius Diogo dos Santos, 11 anos.

Durante a solenidade, o comandante do CPR 1 falou sobre a atuação do Proerd no município e do impacto que a orientação levada pelos instrutores tem tido no dia a dia das comunidades atendidas. "É imensurável o que a gente consegue evitar de problemas na sociedade com esse tipo de projeto. Santarém e região já formaram mais de 37 mil alunos ao longo de 12 anos. Se a gente comparar os índices de criminalidade de Santarém com outros municípios bem menores, Santarém tem menos ocorrências, e isso em grande parte se deve ao trabalho de orientação que é feito junto às crianças", destacou Tomaso.

O prefeito Nélio Aguiar agradeceu a parceria da Polícia Militar com o município de Santarém para a realização das atividades do Proerd nas escolas, e colocou a prefeitura à disposição da instituição para que o programa possa atender ainda mais escolas da rede municipal em 2018. "A droga é um problema de saúde pública e também um problema social. Muitas famílias são destruídas por causa das drogas, muitos jovens cometem crimes por causa das drogas. Então, esse trabalho de orientação feito pelo Proerd é de grande importância para o presente e o futuro das nossas crianças", ressaltou.

SOBRE O PROERD

O Programa Educacional de Resistência às Drogas - PROERD é a adaptação brasileira do programa norte-americano Drug Abuse Resistence Education - D.A.R.E., surgido em 1983. No Brasil, o programa foi implantado em 1992, pela Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, e hoje é adotado em todo o Brasil; conta com três currículos:

O Proerd trata não apenas de drogas, mas trabalha também outras problemáticas do dia a dia, como a violência dentro das escolas, o bullying, o convívio familiar, dentre outros. O público-alvo são, principalmente, alunos na faixa etária de 9 a 12 anos. Mas qualquer instituição educacional, pública ou privada, que atenda crianças, jovens ou adultos, podem solicitar, através de ofício, a visita do Proerd. No período em que a escola é atendida pelo programa, os policiais-instrutores fazem o acompanhamento das famílias dos alunos e também da direção da escola.

O programa existe há 12 anos e ao ser iniciado em uma determinada instituição, ela recebe 10 visitas semanais dos instrutores, que realizam cursos, palestras e atividades com os alunos, com a duração de 160h/aulas. Ao final, os alunos participam de uma formatura, com a participação das famílias e recebem certificado de participação.

O Proerd utiliza livros com temáticas diversificadas, que são disponibilizados aos alunos de forma gratuita. Esses livros são adquiridos por meio de parcerias e doações. Ao todo, 11 policiais santarenos fazem parte do programa e foram capacitados para estar com os alunos, em sala de aula.

Sílvia Vieira Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação