Notícias

Atualizado em 14/12/2017 às 15h30

Horário de atendimento a mulheres grávidas no HMS muda a partir da segunda-feira


Há cerca de dois meses, as grávidas em trabalho de parto que buscavam atendimento no Hospital Municipal de Santarém (HMS) passaram a ter acesso à obstetrícia do hospital entrando pela Casa de Saúde da Mulher, na Avenida Barão do Rio Branco. Antes, elas tinham que passar, como todos os demais pacientes, pela recepção do Pronto Socorro Municipal. A entrada pela Casa de Saúde da Mulher acontecia apenas no horário de 7h às 17h, de segunda a sexta-feira. Nos demais horários e dias da semana, o atendimento acontecia através da recepção do Pronto Socorro Municipal (PSM).

Diariamente, cerca de 30 mulheres grávidas são atendidas no HMS e, pensando na comodidade dessas mulheres, a Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) resolveu estender esse atendimento. Em reunião realizada entre o secretário municipal de saúde, Edson Ferreira Filho e a direção do HMS, ficou definido que a partir de segunda-feira (18), elas terão atendimento diário, por 24h, com entrada e acolhimento feitos através da Casa de Saúde da Mulher.

A direção do hospital percebeu que a procura dessas pacientes acontece bastante pela parte da noite, aos fins de semana e feriados, daí a mudança de horário, para suprir essa demanda. Para o secretário de saúde, esta foi a forma encontrada pelo governo municipal para melhor atender as parturientes, com maior conforto e comodidade.

Segundo o diretor do HMS, Celso José Alves, as mulheres em trabalho de parto ou que apresentarem algum tipo de intercorrência que coloque em risco sua vida ou a vida do bebê, podem procurar o hospital que terão esse atendimento específico, com equipe disponível 24h a partir desta segunda-feira (18). Ele explicou que antes dessa iniciativa, era muito difícil a entrada das mulheres em trabalho de parto, pois além de terem que preencher os dados na recepção do PSM, juntamente com os demais pacientes, elas ainda tinham que percorrer um grande corredor até chegar ao setor de obstetrícia do Hospital.

Com a iniciativa, elas terão uma equipe específica e disponível só para atendê-las, serão acolhidas, passarão por triagem e serão encaminhadas conforme a classificação de risco, passando todas por avaliação médica.

Dayse Lima Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação