Notícias

Atualizado em 03/12/2017 às 10h21

Dezembro Vermelho destaca risco de infecção do HIV entre os jovens santarenos


A Prefeitura de Santarém, através do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), órgão ligado à Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), abriu na manhã de sexta-feira, 1º de dezembro, a campanha Dezembro Vermelho, que prossegue até o dia 15. Com o tema: "Aids – Coloque um ponto final na sua dúvida", a campanha é anual e sempre tem sua abertura no dia 1º de Dezembro, data em que se comemora o Dia Mundial de Luta Contra a Aids.

A programação alusiva à data serve para reforçar a solidariedade, a tolerância, a compaixão e a compreensão com as pessoas infectadas pelo HIV/aids. A abertura aconteceu às 10h da manhã, na Escola de Ensino Técnico do Estado do Pará – Unidade Santarém (EETEPA), com palestras, e prosseguiu com uma blitz educativa, em frente ao Terminal Turístico Fluvial (TFT), na orla da cidade, que encerrou as 21h.

Durante toda a sexta-feira foram feitos 480 testes rápidos de detecção do HIV, além da distribuição de mil sacolas confeccionadas pela Pastoral da Aids e mais 1.500 laços do símbolo da campanha. A ação de ontem contou ainda com o apoio do Centro de Educação Profissional Esperança (Cepes), que realizou testes de glicemia, aferição de pressão arterial (PA) e avaliação de Índice de Massa Corporal (IMC), durante a blitz educativa, na orla da cidade.

Até o dia 15 de dezembro, serão realizadas atividades e mobilizações, tais como palestras e atividades educativas em escolas, praças e universidades, aconselhamento e acolhimento, distribuição de preservativos masculinos, femininos e gel lubrificante, testagem rápida, exposição e distribuição de material informativo, veiculação de campanhas de mídia e promoção de eventos através do CTA itinerante. As ações do Dezembro Vermelho serão realizadas em parcerias entre o poder público, sociedade civil e outras entidades municipais, de acordo com as diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS) para enfretamento da Aids e outras infecções sexualmente transmissíveis (IST's).

Por todo o período, a campanha deve mobilizar diversos profissionais da saúde ligados à Semsa, dentre eles enfermeiros, biomédicos, bioquímicos, técnicos em biodiagnósticos, assistentes sociais, psicólogos, sociólogos, biólogos, dentre outros.

Um dos pontos altos da campanha acontece no dia 05 de dezembro, com uma programação especial no Belo Centro. Stands serão montados, trazendo uma diversidade de atividades de esclarecimentos e informações sobre a doença. A coordenadora do CTA e que também coordena o Dezembro Vermelho em Santarém, enfermeira Ana Lúcia Ferreira, explicou que o público alvo da campanha este ano são os jovens. "A população jovem nos preocupa bastante, pois apesar de todas as campanhas que fazemos, parece que eles perderam o medo e estão se contaminando cada vez mais", informou.

Dados locais
Dados do CTA mostram que em Santarém houve aumento, do ano passado pra cá, no número de jovens portadores do Vírus HIV, na faixa etária de 15 a 29 anos. Em 2016 o número era de 49, este ano aumentou para 53. "E se você observar os dados, a situação é mais crítica entre os jovens na faixa etária de 20 a 24 anos. Precisamos mudar isso e fazer com que eles entendam que a Aids mata e eles precisam se prevenir", salientou a coordenadora do CTA.

Ana Lúcia explicou que a contaminação entre os jovens se deve, principalmente, ao consumo de álcool e a confiança entre os parceiros e disse que incentivar o uso do preservativo entre os jovens deve ser feito de forma incansável. "As pessoas precisam entender que o uso do preservativo é a única forma segura de se prevenir, não só contra o HIV, mas também contra as hepatites virais e outras IST's", ressaltou a enfermeira.

O secretário municipal de Saúde, Edson Ferreira Filho, ressaltou que a ação em Santarém, reforça o compromisso do governo municipal com a atenção à saúde da população, com foco na defesa e promoção da vida. "É preciso falar sobre a sexualidade, sobre o HIV, pois a Aids é uma realidade que está perto de cada um de nós. Sem prevenção e sem informação, nossos jovens e a população de forma geral serão alvos fáceis diante da contaminação pelo HIV. Pensando nisso, assumimos o compromisso de lutarmos juntos no combate a esta doença e a outras doenças infectocontagiosas, através de ações desenvolvidas pela Semsa, como esta do Dezembro Vermelho", finalizou o secretário de saúde de Santarém.

Dados HIV/Aids registrados em Santarém em 2017 (jan. a out./2017)
Faixa Etária
1 a 4 anos – 01 (menina)
15 a 19 anos – 05 (homens) e 02 (mulheres)
20 a 24 anos – 19 (homens) e 05 (mulheres)
25 a 29 anos – 17 (homens) e 05 (mulheres)
30 a 34 anos – 08 (homens) e 07 (mulheres)
35 a 39 anos – 08 (homens) e 04 (mulheres)
40 a 44 anos – 05 (homens) e 02 (mulheres)
45 a 49 anos – 04 (homens) e 03 (mulheres)
50 a 54 anos – 04 (homens) e 01 (mulher)
55 a 59 anos – 02 (homens) e 01 (mulher)
60 a 99 anos – 01 (homem)

Sub-total: 73 homens e 31 mulheres
Total: 104 pessoas
Fonte: Dados do CTA/SAE (Centro de Testagem e Aconselhamento/Serviço de Assistência Especializada) Santarém, de Janeiro a Outubro de 2017.

Programação Dezembro Vermelho (01 a 15 de dezembro)
1/12/2017
Abertura
Local: Escola de Ensino Técnico do Estado do Pará (Eetepa – Rod. Fernando Guilhon), às 10h.
Blitz educativa
Local: Av. Tapajós, em frente ao Terminal Fluvial Turístico (TFT), das 16h às 21h.
2/12/2017
Bate-papo com adolescentes da Diocese de Santarém
Local: Igreja Cristo Libertador (bairro: Interventoria), das 7h às 13h.
5/12/2017
Projeto Prevenção das IST's/Aids do Serviço Social do Comércio (Sesc)
Local: Belo Centro, das 07h às 13h.
7/12/2017
Palestra na empresa Novo Mundo Amazônia – Sesc
Local: Av. Rui Barbosa (centro), das 7h às 13h.
15/12/2017
Ação Ministério Público/Semsa – "Saúde com Justiça"
Local: Escola Municipal de Ensino Fundamental Fluminense, das 7h às 13h.

Dezembro Vermelho destaca risco de infecção do HIV entre os jovens santarenos

Dayse Lima Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação