Notícias

Atualizado em 30/10/2017 às 10h59

Prefeitura de Santarém inaugura três microssistemas de água até o fim deste ano


O acesso a água é um direito fundamental de todo ser humano. Em Santarém, ainda que a cidade seja rodeada por rios e tenha bons lençóis freáticos, no período seco várias comunidades enfrentam a dificuldade de obter água potável. Nesse sentido, a Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca (Semap), tem ouvido as demandas das localidades mais distantes nas regiões de planalto e várzea. Até o final deste ano, três novos microssistemas de água serão implantados no município, sendo dois na região de rios, um em Tucumatuba (Tapajós) e outro na Vila Socorro (Lago Grande), e um na comunidade São Francisco do Carapanari na região do Eixo Forte.

Na semana passada, o secretário municipal de Agricultura e Pesca, Bruno Costa, esteve na comunidade São Francisco do Carapanari. Na ocasião, ele conversou com lideranças da comunidade e visitou as obras do microssistema. A estrutura já está pronta e será entregue nas próximas semanas. Uma vez em funcionamento, a mesma beneficiará 74 famílias da localidade.

Ao todo, 13 projetos de microssistemas foram encaminhados para avaliação e posterior implantação em comunidades do interior de Santarém. Sendo estes: 3 com recursos da Semap, 8 com recursos do Ministério da Integração, 2 com recursos do Incra e 2 com a Funasa.

A pedido de algumas comunidades, a Semap vem trocando algumas caixas d'águas para aprimorar o abastecimento. Os microssistemas de Igarapé Seco (Lago Grande), Curi (Arapiuns) e Boa Esperança (Lago Grande) terão os reservatórios substituídos.

Danielle Oliveira Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação