Notícias

Atualizado em 30/06/2020 às 19h09

'Junho Violeta' encerra com alerta para denúncias sobre violação de direitos

Hoje 30 de junho encerra a campanha Junho VioletaVioletas contra a violência - Dignidade e Respeito para com a Pessoa Idosa: a pior violência é o seu silêncio. A campanha foi coordenada pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa (CMDPI) e toda a rede de proteção à pessoa idosa.

O alerta é para que as pessoas fiquem atentas aos idosos, sejam da família ou vizinhos, que possam estar emitindo sinais de que estão sofrendo algum tipo de violação de seus direitos.

De acordo com o coordenador do Creas, Aguinaldo Sanches, em 2018, foram registrados 68 novos casos; em 2019 houve aumento para 79 novos casos; em 2020, até então, oito casos foram registrados.

Atualmente, o equipamento da Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtras), acompanha 141 casos de violação de direitos à pessoa idosa. Um dado preocupante.

"As pessoas estão com medo de sair de suas casas para fazer a denúncia, isso deve ter impossibilitado que as denúncias não tenham chegado. Nós temos redução de denúncias, mas não quer dizer que diminuiu o número de casos de violação de direitos à pessoa idosa. Reforçamos que qualquer pessoa pode denunciar ligando por meio do Disque 100", pontuou Aguinaldo Sanches.

A psicóloga Noemi Moraes ressaltou que os idosos podem estar emitindo sinais e você pode identificá-los facilmente.

"Se eles gritam, ficam sozinhos com muita frequência, estão mais tristes, apresentam sinais de espancamento você deve denunciar, procurando o Creas, Cras, CMDPI, delegacia de Polícia Civil ou ligando no disque 100".

O Creas conta com uma equipe multidisciplinar composta por psicóloga, advogada, assistente social e pedagoga.

“O importante é não desamparar quem já contribuiu conosco, quem cuidou da gente, nos alimentou, esteve ao nosso lado na doença, em todos os momentos de nossa vida. Eles fizeram tudo para que crescêssemos e porquê devemos abandoná-los? Devemos isso a eles. Devemos cuidar para que tenham um envelhecimento saudável", observou a titular da Semtras, Celsa Brito.

O presidente do CMDPI, Murilo Reis, afirmou que é preciso cuidar da pessoa idosa e não permitir que ela sofra. “Nós temos o dever de ampará-los. É crime abandoná-los. Devemos denunciar e proteger nossos idosos”.

Uma live marcada para às 20h, nas redes sociais da Prefeitura de Santarém, marca o encerramento da campanha. O tema é Os desafios do enfrentamento à violência contra a pessoa idosa no cenário de pandemia com a participação da promotora de Justiça Larissa Brandão; o presidente do CMDPI Murilo Reis; a delegada Andreza Alves e a psicóloga do Creas, Noemi Moraes. A mediação cabe à vice-presidente do CMDPI, Rosiane Matos.

Acompanhe as ações da Prefeitura de Santarém nas redes sociais:
Facebook: https://pt-br.facebook.com/prefeituradesantarem/
Instagram: @prefeituradesantarem
Youtube: Canal da Prefeitura de Santarém

Geisa de Oliveira Agência Santarém

Prefeitura de Santarém - Coordenadoria de Comunicação